Desde 2013 o Yeast Facts tem a missão de propagar o conhecimento a todos sempre inovando na hora de alcançar os alunos e transmitir conhecimentos.

Seja um de nossos brotos! Veja nosso portfólio de cursos aqui.

Interessados em aulas on-line? Registrem-se aqui para ter acesso as aulas

Afim de contratar um curso para sua cidade? Entre em contato com a gente!

Cheers!

Ufa! agora consegui um tempo para voltarmos a estudar um pouco :)
Lembram que falamos da trealose a um tempo atrás? Ela protege a célula contra o stress osmótico, temperaturas extremas (altas e baixas) e também protege a célula dos danos causados pelo etanol, sendo então categorizada como um protetor endógeno da célula.
A trealose é um dos indicativos de stress celular mais importantes nas leveduras.
Podemos ver o declínio da trealose na levedura 308 na fermentação com mosto de 15°Plato a partir do primeiro uso, isso indica uma célula mau protegida que pode sofrer mais com as condições da fermentação e de seu reuso.
Para a levedura B4, pelo contrário, vemos o acúmulo de trealose.
Cada cepa se comporta de uma forma, porém como podemos ver, em fermentações com menor OG (°Plato no caso), temos menor variação de conteúdo de trealose entre as cepas.
O acúmulo de trealose protege a célula e ao mesmo tempo indica o quão estressadas elas estão, servindo de parâmetro para observarmos o estado fisiológico de nossas leveduras após seriadas fermentações.

Afim de aprender mais sobre as leveduras e sua reutilização? temos vagas para as aulas online!
Para mais informações sobre o conteúdo das aulas, valor e inscrições, sigam para : http://ift.tt/1OjU00S

Ps: ainda temos mais coisa para estudar sobre leveduras reutilizadas! Fiquem ligados!!

Essa semana o pdf de passo a passo do acesso as aulas será enviado para os alunos inscritos :)
Nós ainda temos vagas! lembrando que a primeira aula é essa sexta feira & sábado!
acesse http://ift.tt/1PS7Tkj e se inscreva!

15/01 e 16/01 Yeast Básico
22/01 e 23/01 Yeast Intermediário
29/01 e 30/01 Yeast Avançado.

Estamos nas ultimas vagas para os nossos cursos :)))
Lembrando que temos as seguintes aulas abertas:
15/01 e 16/01 Yeast Básico
22/01 e 23/01 Yeast Intermediário
29/01 e 30/01 Yeast Avançado.
As aulas são online e ao vivo, com dois dias (sexta e sábado) com o mesmo conteúdo e mesmo horário (13:00-17:00). Você pode optar por assistar sexta ou sábado, ou nos dois dias!
Para se inscrever em nossas aulas acesse http://ift.tt/1OjU00S

Nos vemos em breve!

Em dezembro saímos na WBeer de novo :DDD
Mencionei uma levedura que consegui isolar de um açaí e que produz muito aroma de caramelo. Essa levedura hoje faz parte de meu banco de cepas e assim que eu voltar para Curitiba eu pretendo brassar uma Dubbel com ela.
E vocês, já trabalharam com leveduras selvagens? :)))))

Pois bem pessoal, agora que sabemos sobre o glicogênio e a trealose bora continuar estudando:
Durante as brassagens as leveduras podem ser reutilizadas diversas vezes; Entretanto após algum tempo esta levedura acaba se deteriorando e uma nova cultura deve ser utilizada.
A queda da qualidade do fermento utilizado afeta a performance e a qualidade do produto final. Algumas alterações na fermentação podem ser encontradas na taxa de atenuação,
Neste gráfico que estou postando podemos ver a variação da quantidade de glicogênio da célula em duas cepas de levedura diferentes (308 e B4) em dois tipos de experimento diferentes, um em 10° Plato (1040 de OG) e um de 15° Plato (1061).
Durante a propagação, o glicerol celular é utilizado para a síntese de esteróis e lipídeos para a composição da membrana celular. Este fenômeno nao fora observado na cepa B4.
Durante o reuso da cepa 308 em 10° Plato, não houve diferença na quantidade de glicogênio nas gerações 5,8 e 9. Porém o declinio de glicogênio na geração 10 demonstra a deterioração do estado fisológico da célula.
Na fermentação com 15° Plato podemos ver que o nivel de glicogênio ja na geração 8 para as duas cepas fora o menor.
Para a cepa B4 a diminuição do glicogênio ja era vista estatisticamente na geração 7.
Segundo o autor, a habilidade da célula de utilizar os açúcares do mosto não fora alterada.

Mais adiante falamos sobre a trealose :)

Ansiosos para aprender mais?
Estamos com as seguintes aulas abertas:
15/01 e 16/01 Yeast Básico
22/01 e 23/01 Yeast Intermediário
29/01 e 30/01 Yeast Avançado.
As aulas são online e ao vivo, com dois dias (sexta e sábado) com o mesmo conteúdo e mesmo horário (13:00-17:00)
Para se inscrever na aula basta clicar em Inscrição no www.yeastfacts.com e escolher seu modo de pagamento

Pessoal, passadas as festividades natalinas viemos informar que restam poucas vagas para nossas aulas para janeiro :)
Estamos com as seguintes aulas abertas:
15/01 e 16/01 Yeast Básico
22/01 e 23/01 Yeast Intermediário
29/01 e 30/01 Yeast Avançado.
As aulas são online e ao vivo, com dois dias (sexta e sábado) com o mesmo conteúdo e mesmo horário (13:00-17:00)

Para se inscrever na aula basta clicar em Inscrição no www.yeastfacts.com e escolher seu modo de pagamento :), nesse link você encontra também mais detalhado o conteúdo dos nossos cursos.

Corre que tem poucas vagas!
Nos vemos em janeiro :)

Estamos entrando de recesso, espero que vocês aí também. :) Aproveitem muito com a família, tomem aquela cervejota que ficou guardada o ano todo para a data especial e comecem o ano de 2016 com o pé direito.
Boas festas!

-Equipe YF

A agenda de cursos presenciais do Yeast Facts já esta parcialmente lotada para Janeiro, Fevereiro e Março!
corre marcar uma data com a gente :)
Para mais informações sobre datas em aberto:
[email protected]
Para informações sobre nosso portfólio de aulas:
http://ift.tt/1Pj4xXe

Vamos continuar estudando!
Outro tópico que temos que ver (ou rever, para quem já fez aula comigo), é sobre a trealose.
A trealose é um dissacarídeo que é incitado nas leveduras antes do processo de secagem, ele retém água e com isso protege as organelas da célula durante a secagem, mantendo tudo no lugar.
Esse dissacarídeo também protege a célula contra o stress osmótico, temperaturas extremas (altas e baixas) e também protege a célula dos danos causados pelo etanol, sendo então categorizada como um protetor endógeno da célula.
A trealose é um dos indicativos de stress celular mais importantes nas leveduras.
A trealose constitui cerca de 23% do peso seco da levedura (dependendo das condições de crescimento).O acúmulo de trealose é proporcional a gravidade do mosto. Ao usar um mosto de 11°Plato para crescimento celular, temos de 2-3% de trealose na célula.
Usando um mosto de 25°Plato temos 20-25% de trealose.
O acúmulo de trealose se inicia na transição da fase log para a fase estacionária.
Agora que sabemos sobre o glicogênio e a trealose estamos prontos para estudar o estresse celular! :) fiquem ligados para os próximos posts!

Quer aprender um pouco mais sobre reutilização de levedura? temos aulas abertas! http://ift.tt/1OjU00S

Até! 😉

© 2016 Yeast Facts | Made with Wordpress by Dk Ribeiro